terça-feira, 8 de janeiro de 2013

A Maçã do Topo da Árvore (Crônica)

Segundo Machado de Assis, as mulheres são como maçãs em árvores: as melhores estão no topo. É um texto utilizado por inúmeras mulheres como motivacional. Acho bonito sempre cuidarmos da autoestima, mantendo-a no topo das nossas árvores, mas, vamos combinar, tem gente que se exacerba achando que é a oitava maravilha do mundo, ou quase isso. 

Bem, eu vou concordar com o Machado na parte que ele diz que os homens "catam" as maçãs podres que estão no chão por serem mais fáceis de pegar. Porém, os homens não devem se enganar: há maçãs podres no andar de cima da macieira, há maçãs boas nos andares inferiores. O lance é enxergar bem e saber por qual desta fruta vale a pena se esforçar.

Eu já subi em várias macieiras até o topo atrás daquela maçã maravilhosa... Quando eu chegava lá, aquele pequeno galho se transformava em hélices e a fruta linda voava pra além da árvore. Poxa, eu sei escalar árvores, mas não sei voar! É uma parcela de mulheres que dificultam tanto que perde a graça. Ou o fazem pelo medo de se machucarem, como o Machado fala dos homens em seu texto, ou o fazem por diversão, pra alimentar seu ego e ter sempre um cãozinho correndo atrás.

A opinião deste que vos escreve é que quem se considera superior a outro ser humano já é inferior automaticamente, pois é um pensamento de uma extrema pobreza de espírito. É lindo manter-se motivado, desde que não seja direta ou indiretamente às custas dos outros.

O Príncipe Encantado (que, lamento dizer, não existe), falemos "dele": O perfil de um sujeito tipo o dessa fábula é de valentia, inteligência e esperteza (o cara anda de cavalo, otimiza seus esforços pra que eles sejam empregados nos momentos onde é necessário o esforço). O que vive pulando por aí atrás das fêmeas é o sapo e é impressionante como mulheres que se autodenominam "Maçãs do Topo da Árvore" têm predileção pelos anfíbios.

Beijo nas crianças,
MB