segunda-feira, 4 de abril de 2011

Decisão (Poesia)

É doloroso tomar certas decisões
Abdicar de sentimentos tão repletos de certeza
Há sentimentos que são iguais a furúnculos
Pra sarar, tem que espremer, sentir dor
E quem gosta de sentir dor?
Quem espreme um furúnculo por vontade espontânea?
É necessário tomar a decisão de extirpar as bactérias
E se preparar pra dor do momento
O que nos encoraja a espremer
É a certeza que depois daquela dor
Basta colocar remédio na ferida
Que ela vai cicatrizando
O problema é deixar a ferida aberta
Possibilitando a entrada de novas bactérias
Inflamando e talvez até piorando a situação
Portanto, o melhor é sentir a dor
Da decisão tomada à contragosto
Pra depois sentir o gosto do alívio
E dizer: "Ufa, passou!"