segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Pré-Proposta (Poema)

Eu quero a sorte de um amor furioso
Um rio vermelho de forte correnteza de paixão
Vida! Movimento! Desejo! Saudade! Reencontro!
Eu quero um ponto de exclamação no final de cada coisa que fizermos
Ainda que implícito aos olhos dos outros
Não lhes interessa mesmo!
Eu quero saber se posso lhe querer
Não lhe é dado responder
Descobrir é o meu dever!
Eu quero a liberdade de poder rimar quando me der na telha
Até de ser clichê, vez em quando
Nem todo clichê é mentira!
Eu quero, quero, quero
O tempo passa e mais eu quero
A cada dia me encanto mais!